O blog Viveram felizes para sempre promoveu no Wattpad – uma rede social mundial para escritores e leitores – o Concurso Vênus. Nosso objetivo foi escolher os melhores casais da plataforma, independente do gênero. Teve fantasia, mistério, ficção cientifica e até anjo com demônio. Achamos justa toda forma de amor!

A resenha será do livro Minha vida em pequenas escalas, da autora Luana, vice da categoria TDB (melhores personagens masculinos).

Quero começar dizendo que antes de ler essa resenha, vale a pena você ler o primeiro livro Love lives by side.

Bom, como a essa altura você já sabe que a Carol preferiu ficar com o Noah – motivo pelo qual tive vontade de matá-la inicialmente, podemos seguir daqui.

Minha vida em pequenas escalas ficou na segunda posição da categoria TDB, mas juro que seu começo merecia, no mínimo, uma menção na “Desidratadas” e o seu desenvolvimento mereceria o troféu que eu acabei de inventar, denominado “Humor”.

Esse livro é bem isso: começa com um drama, mas vai ganhando corpo e ficando gracioso, com cenas que transitam de forma muito inteligente entre o romance e uma sutil comédia.

Isso porque Noah amadurece muito, tanto pelo passar dos anos, mas principalmente pelas duas maiores experiências de sua vida: a morte de Carolina e o nascimento de sua filha, Emma.

Não, não tô dando spoiler! Acontece que a sequência da história só existe por causa da morte da Carol.

Voltando um pouco aqui… Quem diria que Noah, o garoto-problema do primeiro livro se tornaria nosso menino-tudo-de-bom!? Pois é! Nesse livro, consegui inclusive entender e aceitar a condução da história e a escolha da Carolina.

Diante de todos esses acontecimentos iniciais, Noah passa a viver a maior aventura de sua vida. Ser pai solteiro jamais foi o que ele sonhou, mas é a razão pela qual a história vai crescendo lindamente. Emma faz nascer um novo Noah, que vive entre tentar aceitar a maior perda de sua vida e se tornar um homem melhor para a filha e pela filha.

A história toda é narrada de uma forma muito leve e engraçada. Embora cheio das responsabilidades e dos dilemas que enfrentará – tudo pela Emma – Noah não perde o seu jeito de menino, que quer viver a vida com doses de ingenuidade, humor e prazer.

Aqui teremos novos personagens, todos muito bem construídos. Vai ter reviravolta, já que Noah e Emma vão morar na Itália – essa é uma das enrascadas vividas por ele. Teremos descobertas importantes, romance, o retorno de Alec (ai, meu coração!) e muito mais.

E por falar em romance, aqui nos deparamos com um novo triângulo. Não chega a ser amoroso, porque Noah é bem decidido quanto aos seus novos sentimentos. Mas Lacey e Amber serão as mulheres que cruzarão o caminho do nosso pai solteiro fofo.

O livro não está finalizado. Mas é nesse segundo volume que podemos perceber o talento maduro da autora, porque não é fácil escrever uma continuação de uma história que muda da água pro vinho e continua prendendo o leitor. Em nenhum momento ela se perdeu, ao contrário, mostrou a capacidade de conexão entre as situações de forma a surpreender o leitor.

E já que o avaliado é o personagem masculino, preciso falar que o Noah desse segundo livro conseguiu ganhar minha simpatia, meu carinho, minha torcida e minha cumplicidade. Dizer que ele se tornou um Alec em termos de comportamento e emocional seria muito. E também se virasse algo parecido, com certeza perderia o encanto. Acontece que o Noah deste momento, após uma série de situações de sua vida, se despiu daquela capa marrenta e permitiu mostrar-se um homem com sensibilidade, objetivos, e capaz de ser melhor por quem está a sua volta. E assim, ele ganhou meu coração!

PS.: Emma só podia ser filha de Noah. A menina, mesmo bebê, é muito engraçada. Pensa em um bebê que adora batata frita aos poucos meses de idade e inicia sua capacidade vocabular com singelos palavrões!? As cenas e diálogos com ela são sempre muito divertidos.

Vem ler:

.: Minha vida em pequenas escalas

Trilha sonora para embalar a leitura

Quando eu comecei com esse livro, só pensava em Maroon 5. Então, pelo estilo do Noah e da sua história de vida, pensei na primeira estrofe dessa música.

Sugar (Maroon 5)

I’m hurting, baby, I’m broken down
I need your loving, loving
I need it now
When I’m without you
I’m something weak
You got me begging, begging
I’m on my knees

E se virasse filme

Como no primeiro livro, Avan Jogia deu o rostinho para Noah. Com a chegada de novos personagens da história, Lacey e Amber ganham espaço no triângulo com Noah.

NOTA: 5

* Notas de 1 a 5.