A autora brasileira acabou de lançar seu mais recente livro Quando a noite cai, que já está há três semanas na lista dos 10 livros mais vendidos da revista Veja, acompanhada de autores como Jojo Moyes, Nicholas Sparks, Lucinda Riley e E L James – best sellers em todo o mundo. Além disso, seus livros já foram publicados em Portugal, na Rússia, na Ucrânia e em breve, na Itália. Mas o que faz as histórias da autora serem tão especiais? Separei 5 motivos que me fazem amar cada leitura da autora e que mostram o diferencial dela nas histórias de romance da atualidade.

1. Autora nacional

De maneira geral, se pararmos para pensar, não valorizamos muito os autores brasileiros e acho que isso deveria ser diferente. Temos autores muito bons aqui e muitas vezes damos mais espaço em nossas prateleiras para autores de outros países. Lendo autores nacionais, além de estarmos valorizando nossa cultura e o que temos de melhor por aqui, temos referências reais e mais pessoais nos livros, coisas com as quais podemos nos identificar. Lugares conhecidos, hábitos, gírias, modo de falar, tudo isso faz você se identificar mais com o livro, com os personagens e com a história.

2. Ótimos personagens 

Não sei vocês, mas se um personagem não é bem construído ou é totalmente sem graça e irreal eu logo desanimo do livro. Nos títulos da Carina você nunca vai ter esses problemas. Tanto os personagens principais como os secundários são cativantes. As protagonistas sempre fortes, engraçadas e tão reais que você pensa que elas poderiam ser suas amigas. E ai… preciso comentar que os personagens masculinos…. Senhooooor… Como podem ser tão lindos, inteligentes, maravilhosos e imperfeitamente perfeitos? Isso mesmo. Eles não são perfeitos. Todos eles têm seus defeitos, sua personalidade diferente mas conseguem ser maravilhosos. Isso eu acho uma coisa incrível, porque se fossem todos perfeitos não teria graça. O interessante é ser imperfeito e a gente se apaixonar por eles do mesmo jeito. OBS: Meus preferidos: Dante, Ian e Gael.

3. Bom humor

Eu adoro pessoas engraçadas, simplesmente adoro! Uma das coisas que fizeram eu me apaixonar pelo meu marido foi o bom humor. Com os livros não é diferente. Não que eu não goste daquele bom drama e suspense nos livros, mas eu aprecio muito o bom humor nos livros. Carina Rissi sabe fazer isso muito bem! Você ri muito com os personagens, se vê nas situações descritas e se diverte muito. É claro que a autora também deixa a gente com o coração na mão, ansiosa, triste, feliz e desperta diversas emoções ao longo dos livros (já chorei em livros dela), mas acredito que o humor é algo que ela faz com muita maestria nas histórias.

4. Diferente

Achei importante colocar esse tópico por motivos de: eu enjoo de autores… kkk. Quando gosto muito de um escritor eu leio vários livros dele e já aconteceu de eu notar um padrão em várias histórias do mesmo autor, como se ele tivesse tido pouca criatividade para construir um enredo. No caso da Carina Rissi, isso não acontece. Eu já li 7 livros dela e posso dizer que cada um tem sua peculiaridade, cada um tem o seu enredo, eles terminam de formas diferentes, não têm cenas parecidas, a autora consegue surpreender cada vez mais e adiciona até uma pitada de suspense e drama em algumas histórias. Para mim isso é essencial, a gente sabe que pode ler vários livros dela e ainda assim se surpreender com a história.

5. Trechos fofos

Eu AMO marcar meus trechos preferidos dos livros, simplesmente AMO. E nos livros da Carina Rissi temos situações fofas e românticas sem ser clichês que você pode marcar à vontade. A descrição é tão bem feita que você sente que está lá e dá vontade de reler vários trechos de tão lindos que são. E o mais interessante é que muitas vezes são situações quase que comuns, possíveis de acontecer, que você fica ainda mais encantada com a simplicidade e a fofura dos acontecimentos.

Livros publicados pela Carina Rissi:

  • Série Perdida: Perdida, Encontrada, Destinado e Prometida
  • Procura-se um marido
  • Mentira perfeita
  • No mundo da Luna e No mundo da Luna: a entrevista
  • Quando a noite cai
  • O livro dos vilões (Conto: Menina Veneno)