Nem só de romance se faz um filme fofo, e a história desse longa é uma belezinha porque é, principalmente, sobre amizade. Naomi e Ely se conhecem desde criança e são inseparáveis. Eles têm uma regra pra manter a amizade intacta depois de tantos relacionamentos. Já que Ely é gay, eles fizeram uma lista de meninos que nenhum dos dois podem beijar, para que eles não briguem por causa de um cara.

Naomi tem uma certa quedinha por Ely, mas sabe que nada vai acontecer entre eles por motivos óbvios, e eles continuam vivendo intensamente, se divertindo juntos e compartilhando seus problemas, apoiando um ao outro. Até que…. Um deles beija alguém que não devia e os dois brigam feio.

A partir daí Naomi se abre e se aproxima de Gabriel, que talvez goste dela de verdade, e Ely finalmente cansa da vida de ficar com vários garotos e também descobre alguém por quem ele se interessa de verdade. Apesar de afastados eles sentem falta um do outro e precisam decidir se vão voltar a ser amigos ou seguir com as próprias vidas sozinhos.

ne3

No dia em que te conheci senti como se fosse o primeiro dia do resto da minha vida. (Gabriel)

Eu recomendo muito esse filme pra quem gosta de romance adolescente. É divertido e fofo ao mesmo tempo. E um dos pontos positivos é que o ator que interpreta Gabriel é o mesmo que faz o personagem Alec, da série Shadowhunters (lindoooo), eu adoro ele!

O filme é baseado em um livro do David Levithan, autor de Todo dia, junto com a autora Rachel Cohn. Eu não li o livro, por isso não posso dizer se o filme foi fiel a obra ou não, mas fiquei super satisfeita com o filme.

Nota: 4

nota

* Notas de 1 a 5.