Os livros contam a história da Jacqueline, que vai pra faculdade junto com o namorado e depois de poucos meses de curso, leva um pé na bunda. Como ela costumava andar com os amigos do ex, ela acaba se afastando deles e ficando meio sozinha com o término. Logo no começo, Jacqueline conhece Lucas de uma maneira inusitada. Ele defende ela de um ataque na saída de uma festa da faculdade.

A história desses dois é muito bonita! Lucas é super misterioso, tem um estilo meio bad boy, mas no fundo tem seus traumas por conta de um acontecimento muito trágico em sua adolescência.

Assim como a Ariane, sou apaixonada por livros que tem a versão masculina das histórias e o segundo livro é narrado na visão do Lucas. É muito bom, porque conhecemos melhor a história do Lucas e vemos como ele se apaixonou por ela e porque ela chamou a atenção dele. No primeiro livro temos a impressão de que ele se interessa por ela só depois do fatídico dia da festa, mas lendo o segundo livro, vemos que ele a observava desde bem antes disso.

Estendi a mão para tocá-la, para confirmar que ela era real, e não uma farsa cruel criada por meu coração. Sua pele era tão macia, o rosto estava ainda mais bonito do que na última vez em que a vi. Ela me deixava apavorado, mas eu não conseguia ficar longe dela. (Lucas)

O romance em si dos dois não é daqueles enredos super intensos (apesar de tratar de uma temática bem séria e preocupante), mas acho que vale muito a pena ler porque o Lucas é maravilhoso e cativante e é muito legal ver a maneira como ele vai tentando superar seus traumas e a maneira como ele de certa forma usa a experiência que viveu para ajudar a Jacqueline.

Trilha sonora para embalar a leitura

One Thing (One Direction)

♫ I’ve tried playing it cool
But, when I’m looking at you
I can’t ever be brave
‘Cause you make my heart racey ♫

E se virasse filme

Se o amor de Lucas e Jacqueline fosse para as telinhas, ia adorar os seguintes atores como protagonistas:

e-se-virasse-filme-easy

NOTA: 4

nota

* Notas de 1 a 5.